Registre-se e crie um Perfil com as coisas que gosta. Também pode adicionar coisas novas, escrever e ler opiniões.

Scooby-Doo

9
 

Utilizador

Eu Gosto!

Descrição:

Scooby-Doo, o maior dos cães que combatem o crime, e os seus espertos amigos Fred, Daphne, Shaggy e Velma são chamados a Spooky Island, um local de férias muito na moda, para investigarem uma série de incidentes paranormais.

Avalie:
Scooby-Doo

Pessoas que gostam

Mestre
roberto romera
Mestre
RENATO
Mestre
♫♪⊰✿⊱Dhio⊰✿⊱♫♪
Novato
Especialista
andreiacaracas
Mestre
xana0
Novato
Flavia
Novato
Patricia Moura

Novato
felix-brasil

felix-brasil disse

0
É claro que tinha que assistir a este filme. Depois de anos acompanhando os desenhos de Scooby-doo na telinha, tinha que vê-los no cinema, mesmo depois de crescido. Fui ao cinema assistí-lo, com aquela velha desculpa de levar minha irmanzinha menor. O fato é que gostei do filme talvez até mais que minha irmã, risos. Muito interessante ver os personagens Fred, Daphne, Salsicha e Velma encarnados em pessoas reais. Creio que os atores e respectivos figurinos foram muito bem selecionados. Talvez o que não foi muito bem sucedido, foi a personalidade de alguns personagens. Colocar o Fred como um "canastrão" e a Daphne como uma "patricinha", não se enquadrou bem com a história do filme e com o público alvo. Tentaram dar um lance "teen" a um filme infantil, e isso fez com que perdesse a essência do que era antes passado através do desenho animado. O mais interessante, porém, foi a forma em que fizeram o Scooby-doo. O seu boneco saiu muito fiel ao personagem do desenho. Desengonçado e cômico. Bom, quanto a história apreciei bastante. Tudo começa quando os amigos e seu fiel escudeiro, são chamados para ir a uma misteriosa ilha, a Spooky Island, um local de férias muito na moda, que estava sofrendo graves incidentes paranormais. Ao tentar desvendar os mistérios, os amigos entram em uma disputa de egos, que acaba resultando numa briga que faz com que o grupo se desmanche. Agora todos viram inimigos, e cada um tenta sozinho desvendar o mistério. Como estão cada um por si, ninguém chega a lugar algum. Com alguns acontecimentos, vão percebendo a necessidade de se manterem em grupo, e todo o grupo se reencontra novamente, cada um com sua função. É aquela velha e sábia frase: "A união faz a força". E fez mesmo, juntos, conseguiram desvendar o mistério e viram que tudo não passava de um plano do sobrinho do Scooby, o Scooby-Loo, para vingar do desprezo sofrido no passado, por parte dos personagens. Se você tem algum baixinho na família, pode presenteá-lo com uma seção desse filme, que com certeza o resultado será positivo. E se você assim como eu, apreciou muito Scooby-doo durante a sua infância, também assista-o, pois trata-se de um filme muito interessante.

em 8 Jan, 2004 - Para responder identifique-se - Comunicar

Novato
Telimo

Telimo disse

0
O cão mais cobarde do mundo ... da animação salta agora para o grade ecrã, na companhia dos seus amigos da Mystery Machine, agora de carne e osso Shagy, Velma, Fred e Daphne, prontos para resolver mistérios a moda dos desenhos e animados, se é que esta aventura é para ser vista como mais uma aventura do grupo, pois a acção do filme pega na história já existente nos desenhos, por isso não vamos ver a formação do grupo nem nada assim. Tudo começa quando o grupo desvenda mais um mistério que como sempre se tratava de um tipo mascarado de fantasma assustar o pessoal todo, o pior é que Fred como é muito egocéntrico quer sempre levar com os louros junto da impressa, de que foi ele que resolveu o caso, o pior é que Velma a intlectual do grupo não gosta da atitude de Fred que já não é a primeira vez que repete a gracinha, e então decide abandonar o grupo, levando a que os outros a sigam decidindo levar as suas carreiras profisionais pessoalmente. Passa então dois anos, até que todos individualmente recebem uma proposta para resolverem um novo mistério, o pior que que nenhum sabe que os outros também foram convidados. Agora têm que desvendar sozinhos um grande misterio numa ilha parque de diversões, pertencente a um milionário chanfrado, o pior é que estão sempre a encontrarem-se e as aventuras da mystery machine vão de novo começar. Este é um filme fraquito, podendo agradar mais aos menores de 12 anos, especialmente se eles gostarem de ver as aventuras de Scobby Doo no pequeno ecrã, enquanto para os outros o filme pode-se mostrar fraco com falta de ideias, com um argumento fraco e como um acção sem pés nem cabeça. Os efeitos especiais não estão mauzinhos em especial o Scooby é pena é que a certas partes do filme e possivel observar alguns erros no cão digital, como por exemplo objectos passarem através dele. Os actores intrepretam muito bem as personagens parecendo se mesmo com os dos dessenhos animados em especial o Saggy que está igualzinho em especial a voz. Podemos encontrart no filme Ainda o primo de ScooBy O ScooBY Dee, que nos brinda com uma preseça fulminante, que pode não agradar a todos os fãns da serie, e que aqui Dee é mauzinho.

em 6 Fev, 2003 - Para responder identifique-se - Comunicar

Mestre
xana0

xana0 disse

0
O cão mais famoso do planeta volta ao ataque! Mais uma vez actores contracenam com animações gráficas ,que por sinal,estam muito bem conseguidas.O nosso Scooby está igual a si mesmo ,assim como os restantes personagens que estão bem caracterizados.Destaco a voz do Shaggy ( Matthew Lillard) que está excelente.Em contrapartida podemos ver novamente Rowan Atkinson que está novamente uma decepção (tal como em "Está tudo Louco!"),quem lhe tira Mr Bean tira-lhe tudo.... O argumento deste filme é que é fraquito sendo o desdobrar da acção previsivel e algumas situações não têm pés nem cabeça.Mas o Scooby é mesmo assim,não é para fazer muito sentido,é para nos fazer rir,recordarmos as histórias da nossa infância e distrairmos bastante.Este filme não é para ficarmos entretidos a observar as gaffes mas sim saborearmos as gags engraçadas que sucedem q.b. As crianças com certesa que vão adorar esta abordagem cinematográfica deste medroso herói...Não visualizei este filme acompanhada com crianças mas posso-vos dizer que os meus gatos adoraram...eles que vêm televisão de vez em quando ,ficaram ,sem exagero,praticamente 45 minutos "pregados" ao ecran a movimentar sempre a cabeça de um lado para o outro acompanhando a acção :-) .É que realmente tem bastante movimento,cor e fantasia.Os aficcionados desta animação,como é o meu caso, não vão dar o tempo por mal empregue,e ficarão com agrado a aguardar a sequela.

em 4 Fev, 2003 - Para responder identifique-se - Comunicar

Veterano respondeu

...com sorte! Quando re-encarnar,se fôr gato, refugio-me aí em casa! Sôpas de leite e Canal Panda, s.f.f. Nada de Cartoon porque o Tom sai-se sempre mal e custa-me ver os amigos a sofrerem...

xana0 respondeu

:-) realmente eles podem-se considerar uns sortudos... Quanto a canais eles adoram é o national geographic! Tenho de experimentar o Tom e o Jerry para ver a reacção :-) Até para se ser animal é preciso ter sorte. Cumprimentos

Novato
EdDavids

EdDavids disse

0
Scooby Doo...o regresso ao passado de muitas pessoas que agora andam na faixa etária entre os 20 e os 30 e poucos anos de idade. Os desenhos animados ainda hoje passam mas as pessoas que realmente sentiram estes desenhos animados têm a idade que referi. E assim sendo o filme tinha todas as possibilidade para ser visto nas salas de cinema por uma boa quantidade de pessoas. A animação conseguida para o Scooby Doo foi genial e é de resto um grande sinal mais do filme. Depois o restante elenco também é marcante, entre eles a actriz Sarah Michelle Gellar e o tão famoso "Mr.Bean". Assim sendo o filme tem tudo o que é necessário para ser visto ser se tornar chato ou aborrecido.

em 27 Nov, 2002 - Para responder identifique-se - Comunicar

Novato
Duffy

Duffy disse

0
Já lá vão mais de 30 anos que este cãozinho simpático me acompanha de forma quase diária. E refiro-me aos desenhos animados que fizeram as minhas delicias enquanto petiza, e que agora encantam os meus filhos (filhos de peixe sabem nadar). Por isso a passagem deste personagem ao cinema criou algumas expectativas familiares. Os miudos queriam ver o seu amigo Scooby em 'carne e osso' e eu mais analitica, devido à idade, queria certificar-me da qualidade da tarefa. Apanhei uma decepção, e mais, eu que sou dada a insónias confesso que não reprimi um par de bocejos muito bem disfarçados enquanto via o filme. A animação do Scooby Doo foi feita com eficácia e portanto bem conseguida, mas um filme não se pode esgotar aí para captar o interesse. Um argumento lastimoso, que se arrasta ao que nos parece, ad infinitum, interpretações sóbrias, fazem com que este Scooby Doo não fique para a história. Mas no que se refere a opiniões sobre filmes infantis, geralmente deixo que sejam os meus filhos a terem a ultima palavra. E quando eles respondem ao meu - Gostaram? com um assim-assim amarelo, é porque de boa coisa não se tratou.

em 30 Out, 2002 - Para responder identifique-se - Comunicar

Novato
mgrezende

mgrezende disse

0
Que saudades do tempo em que assistia ao Scooby Doo! Quantas risadas em frente a televisão. Mas como não tenho TV a Cabao para poder continuar a assistir a esse desenho que conquistou milhões de fãs no mundo inteiro, resolvi ir matar minhas saudades indo assisti-lo no cinema. Mas, que desastre! Não tem enredo, o cão digitalizado não convence ninguém. Saí do cinema decepcionada, talvez esperando um filme que fosse tão bom quanto tantos e tantos desenhos desta série, que assisti na TV. Mas para quem não conhece a série, nem nunca viu nenhum desenho do SCOOBY DOO, creio que deva ir ao cinema e conhece-lo. Talvez goste, talvez não, uma vez que só o cão é digitalizado.

em 5 Out, 2002 - Para responder identifique-se - Comunicar

Novato
Usuario desactivado

Usuario desactivado disse

0
SCOOBY-DOO DIGITAL NÃO CONVENCE NEM SEU PÚBLICO CHAVE: CRIANÇAS INGÊNUAS E SEM O MÍNIMO GRAU DE EXIGÊNCIA Criado por Iwao Takamoto e desenvolvido pelo renomado estúdios Hannabarbera, o desenho animado Scooby-Doo, Cadê você? foi um grande sucesso quando estreou no dia 13 de setembro de 1969. O sucesso persistiu no decorrer dos 310 episódios realizados, e até hoje é reprisado com freqüência em diversas redes de tv"s mundiais (inclusive no Brasil, onde a voz de Orlando Drummond ficou imortalizada no cachorro) - com mais de 30 anos desde sua criação, enfim Scooby-Doo ganhou uma versão para o cinema. Com um orçamento de 80 milhões de dólares, o responsável em dar vida (em carne e osso, e digitalmente por computador) ao cachorro mais carismático que marcou a infância de gerações e gerações foi Raja Gosnell, aquele diretor que, por acidente, cometeu o ótimo "Nunca Fui Beijada" (1999), porém é mais conhecido pela desastrosa terceira parte de "Esqueceram de Mim" e pelo fiasco de "Vovó...Zona". Quando surgiu com força boatos de uma possível adaptação cinematográfica do desenho, alguns fãs viraram a cara e outros ficaram entusiasmados (apesar de não ser fã, faço parte do primeiro grupo). De início, o roteiro seria assinado por Mike Myers, que também interpretaria o acaipirado Salsicha; Fred seria interpretado pelo imprevisível George Clooney; Daphne ganharia vida nas curvas de Elizabeth Hurley; e por fim, Winona Ryder daria vida a nerd-intelectualista Velma. Convenhamos, nem dá para imaginar Scooby-Doo com esses atores nos respectivos papéis - nada contra nenhum deles, mas ficaria estranho. Talvez, seja um certo purismo por minha parte, mas não existe ninguém que daria com perfeição vida aos personagens. Além desses atores, outros foram cogitados antes da decisão final como, por exemplo, Jim Carrey, Rhys Ifans e Dustin Diamond para ser o Salsicha; Jennifer Love Hewitt e Heather Graham para ser Daphne; e Christina Ricci para ser Velma. De forma impressionante, a seleção dos atores foi bem diferente. Após essas inúmeras cogitações de estrelas hollywoodianas, a Warner fez o anúncio oficial dos atores: Freddie Prinze Jr. foi escolhido para viver o egocêntrico e narcisista Fred; Matthew Lillard ganhou a forte concorrência para ser o fiel parceiro do Scooby, Salsicha; Sarah Michelle Gellar (futura esposa do Prinze Jr.) acabou ganhando o papel da patricinha Daphne, e por fim, a desconhecida Linda Cardellini surpreendeu e ganhou uma peruca e um óculos para interpretar a nerd-solucionadora dos enigmas Velma. Ficou clara a preferência da Warner em formar um elenco conhecido pelo público jovem, e realizar um "Scooby-Doo", onde predominasse um formato Teen-juvenil - em que jovens/adolescentes e crianças tivessem a intenção de ir ao cinema conferir. No entanto, aquela geração que pegou o auge do desenho (que hoje está beirando os 20 anos), irá se decepcionar (talvez muito) com o filme. Qualquer inevitável comparação do filme com o desenho, será - com toda certeza - uma crítica. A história aqui é digna de um episódio de 30 minutos que passa na tv: Salsicha, Scooby (voz - original de Scott Innes), Fred, Velma e Daphne formam a Mistério S/A. Depois de solucionarem diversos casos juntos, o ego de cada um começa a inflamar, e a equipe se demonta; se separam e partem para destinos diferentes. No entanto, o destino une a equipe novamente, já que todos são convocados por Mondavarious (Rowan Atkinson, ou para quem preferir, Mr. Bean) para solucionar um mistério: jovens estão sendo dominados por uma força sobrenatural em seu parque de diversões; com toda a equipe unida, cada um terá de baixar o ego e se abastecer de humildade para conseguir vencer esse mal que parece bastante ameaçador. No meio de toda essa história; Fred ganha a personalidade de um narcisista metido à besta, Velma é apaixonada por ele, Daphne está cansada de ser considerada a ameaçada de sempre e agora é perita em lutas, o Salsicha se apaixona por uma encantadora garota (Isla Fisher), o que desperta ciúmes no seu fiel parceiro Scooby. Fazendo um paralelo entre filme e desenho; no filme, o The Mystery Machine (o furgão no qual a equipe sempre viaja), ganha apenas uma breve (e bem leve) seqüência - contrariando o desenho, onde o veículo sempre é a escapatória mais rápida para eles. Com o tempo, virou um cult-dizer que o Salsicha tinha uma certa queda por uma erva nomeada de maconha; o filme não deixa esse mínimo detalhe passar ileso no filme, já que, em um certo momento do filme, Salsicha e o Scooby estão dentro do The Mystery Machine, onde sai uma fumaça condenadora - uma claríssima citação à esse sugestivo vício do caipira parceiro de Scooby - no entanto, o filme alívia a cena, deixando tudo soar apenas como "uma cena bacana", onde somente quem conhece essa fama irá perceber a referência. Podem me chamar de antiquado, mas quando tudo parecia ir bem com o filme (no quesito fidelidade ao desenho, e não qualidade, já que o filme é fraco do começo ao fim), um escorregão final prejudica tudo. Não digo o que é, para não estragar a surpresa, mas quem têm o mínimo de ligação com todas as histórias dos personagens (no desenho), certamente irá, assim como eu, reprovar esse ato errôneo do roteiro contra o seriedade; uma verdadeira punhalada nas costas. Para comentar o enredo do filme, basta fazer um menu-roteirizado de vídeo-game. Sim, Scooby-Doo entra na onda do cinema-vídeo game. Vamos ao enredo (ou ao game): 1) Escolha a fase e o jogador que você quer jogar: A - Salsicha, têm de salvar o Scooby das mãos do malvado vilão, usando seu amor pelo amigo-canino. B - Daphne, sua arma é seu próprio corpo, luta à lá "Matrix", e têm de vencer os et"s-monstros inexplicáveis. C - Velma, sua arma é seu cérebro - no físico é fraca, mas vence com o recíocinio (sem bem que, o roteiro-game é bem burro). D - Fred, não é nada, não faz nada - apenas se exibe e faz com que meninhas adolescentes taradas comprem o game (ou assistam o filme). E - Scooby, é apenas um bicho digital abiótico, artificial e que fica anos luz distante da empatia da animação convencional, curiosamente, pouco acrescenta a fita (ou cartucho) - que, leva o seu nome. Assumo que vi Scooby-Doo com um pé atrás. Nunca fui a favor dessa produção, ainda mais depois que foi escolhido o diretor e os membros do elenco. Raja Gosnell nunca é uma boa referência para se criar perspectivas para um filme, Matthew Lillard e Freddie Prinze Jr. juntos (e porque não? separados) já virou sinônimo de "coisa ruim" (Wing Commander, Ela é Demais), ambos são péssimos atores - o Salsicha merecia mais, além de caretas e imbecilidades peculiares de Lillard (o que, é bom frisar, não é nada bom); e sobre o Fred de Prinze Jr., é o que deixa o personagem mais distante do desenho, sendo quase irreconhecível se não fosse a rouba e o cabelo caricato. A única salvação do elenco (e olha lá!) é Sarah Michelle Gellar, que é boa atriz, mas falta escolher melhor seus papéis - aqui consegue ser a mais simpática e engraçada, e ainda fica bem próxima a Daphne do desenho, sendo bem aquele patricinha filhinha-de-papai empenhada e corajosa. Ah sim, têm o Rowan Atkinson - que aparece bem em cena, apesar de não conseguir se desligar das aparencias de Mr. Bean.

em 5 Out, 2002 - Para responder identifique-se - Comunicar

Novato
Usuario desactivado

Usuario desactivado disse

0
Este é mais um filme engraçado e divertido para assistir mas salas de cinema e é indicado não só para os mais pequenos como para os mais grandes pois é uma boa animação e sempre descontrai um pouco da rotina dos filmes de drama e acção! Quanto á história do filme não tenho nada contra, era o que se esperava, muita peripécias, muitas situações semelhantes ao desenhos animados, as personagens tão muito parecidas mesmo e isto não é facil mas aqui foi bem conseguido!Há aquele Scooby-Doo muito corajoso que salva sempre o dono!:) A única crítica vai mesmo para o próprio cão que eu não gostei mesmo nada de ver a ideia de um cão "virtual" num fillme destes para as crianças!O que vale é que algumas nem reparam mas para nós é diferente!Não gostei mesmo e para mim afectou muito o filme!Facilitou-lhes muito o trabalho mas não há nada como fazer uma animação mais real com um cão real!Por isso perde uma estrelinha por isso...

em 16 Ago, 2002 - Para responder identifique-se - Comunicar

Novato
XediCanha

XediCanha disse

0
Foi uma agradável supresa, rever o nosso Scooby em acção. Este filme define-se pelo seu humor e mistério, as personagens foram mt bem estruturadas o preciosismo da voz, das roupas da personalidade não ficam nada a dever aos desenhos animados. Scooby e o seu amigo levam-nos a uma ilha, onde a história, o mistério e o errendo se cruzam com os nossos amigos. Os efeitos especiais são miuto bons completando bem a estrura deste filme. Algumas partes do filme fizeram-me vir as lágrimas aos olhos de tanto riso. Recomendo este fantástico filme a todos os que gostam de dar umas boas gargalhadas. Se fizerem mais algum filme deste nosso amigo, estarei certamente na estreia.

em 14 Ago, 2002 - Para responder identifique-se - Comunicar

Novato
Putchie

Putchie disse

0
Fui ver o filme à muito pouco tempo, mas adorei até tenho uma amiga que não parou de rir durante o filme todo. O filme é espectacular, o cão faz rir e o amigo dele é tão trengo que nem parece uma pessoa crescida, só pensam em comer mas nem por isso ficam gordos o que nos nossos dias é um milagre. Aquilo que eu menos gostei foi a ilha para mim eu nunca lá andava sozinha é assustadora demais e eu tenho medo de fantasmas mesmo que eles não existam. O palerminha do loiro é que tinha a mania que só ele é que sabia e menosprezava as opiniões da outra rapariga que era a mais esperta do grupo. O Scooby para mim é um excelente cão que eu não me importava de ter em casa para me fazer companhia e me fazer rir.

em 10 Ago, 2002 - Para responder identifique-se - Comunicar

Cadastre-se em Livra para participar, ou identifique-se se já é usuário.

Mais informações

  • Diretor Raja Gosnell
  • Roteiro William Hanna
  • País Austrália
  • Website Site Oficial
  • Atores Sarah Michelle Gellar
  • Gênero Comédia

-

Compartilhar

URL
Picks Relacionados

voce já assistiu scooby doo?

Por
em 10 Jun, 2013
- 41 votos -   2 Comentários

Qual o melhor beijo do cinema?

Por
Novato
Usuario desactivado
Usuario desactivado
em 4 Dez, 2008
- 71 votos -   6 Comentários

Catwoman: Qual você prefere entre as três?

Por
Novato
Usuario desactivado
Usuario desactivado
em 17 Abr, 2013
- 32 votos -   1 Comentário

Dentre esses, qual o melhor filme da Michelle Pfeiffer?

Por
Novato
Usuario desactivado
Usuario desactivado
em 8 Out, 2011
- 66 votos -  Comentar

Dentre esses, qual o melhor filme da Sarah Jessica Parker?

Por
Novato
Usuario desactivado
Usuario desactivado
em 20 Out, 2011
- 46 votos -   2 Comentários

Estatísticas

  • Eu gosto Eu gosto 9
  • Qualificações Qualificações 26
  • Comentários Comentários 25
  • Visitas Visitas 7
Close